Cosmovisão eurasianista

Visando a fornecer aos nossos leitores contraponto elucidativo para a cosmovisão metafísica, que disponibilizamos abaixo, estamos transcrevendo artigo do cientista político russo Aleksandr Dugin, que indica, em linhas gerais, cosmovisão russa de sentido eurasianista. Esse eurasianismo, tal como a cosmovisão metafísica que propomos, lança raízes no platonismo. Embora o artigo de Dugin desdobre-se em perspectiva geopolítica, privilegiando as proposições políticas de Platão, e a cosmovisão metafísica evidencie os aspectos lógicos e ontológicos da filosofia platônica, cotejar os textos permite identificar não apenas semelhanças e diferenças, mas também complementaridade promissora, na medida em que o ideal russo de desenvolvimento cognitivo individual aponta para a compreensão das leis universais que regem a natureza, e estas são, justamente, os fundamentos ontológicos que a cosmovisão metafísica tenta desvendar. Com isso, os leitores terão dois textos instigantes para pensar e, ainda, a oportunidade de constatar como um espírito russo e um espírito brasileiro tentam posicionar-se diante do universo. No final, como cereja do bolo, constatarão que o destino escatológico do povo russo, curiosamente, encontra paralelo português no mito do Quinto Império de que nos falam o Padre Vieira e Fernando Pessoa, deixando, afinal, a impressão de início de conversa. Imperdível!

Ver artigo completo.                                                                                            Rubi Rodrigues

Título original: A batalha pelo cosmos na filosofia eurasianista – Aleksandr Dugin. Transcrição autorizada por Dinâmica Global.

Deixe uma resposta