ESPAÇO-TEMPO: UMA MUTILAÇÃO DA REALIDADE

RESUMO

Pretendemos, neste comunicado, mostrar que o pensamento humano é dimensional e contempla conteúdos que se manifestam com amplitudes existenciais dimensionalmente determinadas; mostrar que a realidade conhecida pode ser recepcionada integralmente, por um modelo pentadimensional; demonstrar que o modelo espaço-tempo de Einstein, tomado como localidade do universo, mutila a realidade; e, finalmente, evidenciar as consequências da submissão da Academia à perspectiva espaço-temporal da ciência. Finalizamos com o desafio à Academia para superar essa situação, retomando o propósito formativo superior de facultar aos educandos um modo de pensar competente, metódico e consequente.

Ver artigo completo                                                                                                         Rubi Rodrigues

Deixe uma resposta